Assinatura RSS

O drama da saúde bucal no Brasil


Como consta na atual Constituição Brasileira ‘A Saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros agravos’. Mas se todos são iguais perante a lei inclusive na saúde, como tantas pessoas no Brasil podem ter inúmeras dificuldades com diferentes tipos de doença?Um dos grandes problemas que afetam o Brasil quando observamos o atual quadro sanitário odontológico é que com cerca de 150 milhões de habitantes e 120 mil cirurgiões-dentistas, calcula-se que apenas 2,5 milhões têm acesso aos tratamentos bucais em clínicas privadas todo ano. Se a saúde bucal é tão importante e nosso sorriso é a porta para muitas situações, por que o brasileiro não tem acesso a todo suporte necessário para que sua higiene bucal seja completa?

Dados oficiais mostram que mesmo entre aqueles que recebem acima de seis salários mínimos, 40% deles chegam a 60 anos completamente desdentados. Para perceber o tamanho da tragédia, calcula-se que, se todas as pessoas tivessem acesso a atendimento odontológico, necessitaríamos que todos os cirurgiões-dentistas trabalhassem 8 horas por dia durante 30 anos, desde que neste período não surgisse mais nenhuma manifestação de doença bucal, para que conseguíssemos cobrir todas as necessidades da população. O problema é conseguir profissionais para realizar o serviço e a ajuda do governo para que todo o tratamento seja disponibilizado pela saúde pública e a todas as classes sociais, já que este é um direito do brasileiro.

Para deixar ainda mais claro que nosso país tem graves problemas com relação à higiene bucal de sua sociedade, fomos considerados o país campeão mundial de cárie. Esses dados são ainda mais dramáticos quando se observa que a maior parte dos gastos com assistência odontológica é realizado no setor privado, o qual cobre apenas cerca de 10% da população. Estas comprovações mostram que, como em grande parte da saúde pública, a odontologia brasileira prima pela contradição. Se por um lado há recursos tecnológicos e profissionais à altura dos países mais desenvolvidos, por outro não disponibilizamos esse direito a imensa maioria da população. “O Brasil tem bons profissionais e ótimas instituições de ensino que ano a ano formam novos dentista dispostos a trabalhar na área da saúde pública. Inúmeros estagiários procuram lugares para começar e podem ser integrados no setor do governo para ajudar a população. O problema ainda é a vontade de ajudar, que não deve partir apenas dos estudantes ou somente do governo, ambas as partes devem trabalhar juntas e há falhas nessa união.” diz o cirurgião dentista da Polícia Militar, Roberto de Andrade que vê toda essa situação de perto.

Além de investir em todos os setores referentes à saúde bucal, o governo deveria ouvir a sociedade, os verdadeiros afetados nessa situação. Abordamos algumas pessoas nas ruas para entendermos como elas se sentem com relação a todos os problemas da saúde bucal em São Paulo. Percebemos que, mesmo sendo de setores diferentes, público ou privado, ambos estão indignados com a situação “O atendimento odontológico da cidade de São Paulo é precário, pouco acessível e você fica dependente de instituições que oferecem esse serviço gratuitamente como universidades ou ONGs.”, Daniel Terra usuário do setor privado de saúde.

Para que a mudança seja feita, o Brasil precisa inverter drasticamente seu eixo financeiro, o dinheiro público deve ser aplicado no setor público.  A educação carece de modificações para que cada vez mais profissionais estejam preparados para encarar a realidade higiênica do nosso país, a sociedade odontológica deve se disponibilizar ao governo para que essa ajuda aconteça e a melhoria apareça. O ministério público necessita investir mais verba no setor que clama por ajuda, para que assim todos tenham o direito que lhes é concebido. “O Governo precisa investir mais nos postos de atendimentos, aumentar esse número e fazer convênios com instituições que possam oferecer esse serviço que é de saúde pública.” opinou Maria de Lurdes, moradora da zona norte de São Paulo que utiliza, ou pelo menos tenta utilizar, o setor público da cidade.

Anúncios

Sobre Camila De Franco

Sou estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Estou no 6º semestre da faculdade e cada dia que passa descubro novos interesses em minha profissão. Além da faculdade, faço estágio na área de comunicação e marketing e procuro sempre me atualizar em todos os tipos de assuntos que atraem minha atenção. Gosto de sair, ler, dançar, malhar, me alimentar bem, já que acredito na velha frase "você é o que você come", viajar. Apesar de tudo, amo pizza, churrasco e comida japonesa. Mas ainda sim, consigo me controlar. Não me perguntem como! rs Espero que gostem do nosso blog e possam encontrar tudo o que vieram procurar.

»

  1. hoje atualmente no brasil muitos pensam que a saude bucal afeta somente a parte pessoal mas estao totalmente enganados afeta principalmente na parte social emocional e proficional,deixando a alto estima em baixa e o relacionamento pessoal, afetivo e proficional complicado.

    Responder
  2. Pra muitos dentes é so estética,muito pelo contrario faz parte de saude publica e tem que ser tratado como tal!
    Além da parte estetica a falta de dentes pode causar diversos problemas,como dificuldade na mastigação que é a 1ª parte da digestão,além de problemas psicológicos e de relacionamento com outras pessoas!O contexto do problema é complexo e merece a atenção do governo!

    Responder
    • A saúde bucal do brasileiro não pode ser encarada como estética, mesmo porque faz parte da higiene de qualquer brasileiro e merece atenção. Obrigada pelo comentário, Daniel!

      Responder
  3. Minha mãe disse uma vez que antigamente era raro alguém ir ao dentista porque não tinham problemas bucais, mas hoje é questão de NECESSIDADE. Todos deveriam ter o direito de tratamento dentário.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: