Assinatura RSS

A importância dos exercícios


O que pode ser melhor que chegar à maturidade com aparência que não denuncia a idade cronológica? Assim, pega de surpresa, você pode não saber a resposta, mas para os pesquisadores ela está na ponta da língua: um cérebro jovem e com risco bem menor de doenças que levam à demência. O cérebro é um órgão ávido por oxigênio e necessita dele para o perfeito funcionamento. Chega a utilizar mais de 20% de todo o oxigênio do corpo. Os exercícios físicos, por sua vez, melhoram a vascularização cerebral, inclusive a formação de novas artérias, suprindo melhor o cérebro com sangue e oxigênio. Existem, ainda, estudos experimentais mostrando que são produzidos novos neurônios e conexões elétricas entre eles.

Um estudo realizado na Universidade de Melbourne, na Austrália, submeteu voluntários de 50 anos e com problemas de memória a exercícios regulares por 24 semanas. E, acredite, foram comprovadas a melhora dessa função, além da cognitiva (processamento dos dados), e a redução de sinais de demência. Cerca de 150 mulheres analisadas na University of British Columbia, no Canadá, mostraram que atividades praticadas com peso, duas vezes na semana, potencializam o teste cognitivo de memória e aprendizagem, sem contar as funções executivas, como resolução de conflitos. “A musculação ou o pilates parecem potencializar essa função pela necessidade de concentração, seja para aprender os movimentos ou utilizar pesos e aparelhos, além do controle do número de repetições.” Diz a educadora física, Bettina Moritz. Já um programa de exercícios aeróbicos realizado com pessoas de 60 a 79 anos, durante seis meses, pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovou aumento do volume do cérebro. Comparadas a idosos sedentários, percebeu-se maior volume de substância cinzenta e, segundo a educadora física Bettina Motriz, exercícios aeróbicos estimulam o brotamento de neurônios na região onde são arquivadas as memórias recentes, além de melhorar a elasticidade das artérias.

Exercícios simples, como ler e dançar também estimulam as atividades cerebrais, melhoram a memória, as habilidades e o raciocínio. Mexer o corpo, ninguém duvida mais, é essencial para o funcionamento da massa cinzenta. Em outras palavras, afasta doenças neurodegenerativas, como Alzheimer e Parkinson, e também quadros de depressão e crises de ansiedade. Então, espante já a preguiça e vá suar a camisa para o bem do seu corpo e, principalmente, do seu cérebro.  “A atividade física é um instrumento fantástico para o retardamento das alterações que ocorrem com o envelhecimento. Aliás, muitas dessas mudanças se devem mais a falta de exercícios do que propriamente ao processo de envelhecer.” – José Kawazoe Lazzoli, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, em entrevista para a revista Pense Leve.

http://www.youtube.com/watch?v=_exVMrYdLeM

Anúncios

Sobre Camila De Franco

Sou estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Estou no 6º semestre da faculdade e cada dia que passa descubro novos interesses em minha profissão. Além da faculdade, faço estágio na área de comunicação e marketing e procuro sempre me atualizar em todos os tipos de assuntos que atraem minha atenção. Gosto de sair, ler, dançar, malhar, me alimentar bem, já que acredito na velha frase "você é o que você come", viajar. Apesar de tudo, amo pizza, churrasco e comida japonesa. Mas ainda sim, consigo me controlar. Não me perguntem como! rs Espero que gostem do nosso blog e possam encontrar tudo o que vieram procurar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: