Assinatura RSS

Arquivo do autor:Fernanda Camargo

A “nova” aliada

A cada dia que passa aparece mais um alimento que promete ajudar na redução do peso, desintoxicação do organismo, entre outros objetivos que as pessoas, principalmente as mulheres, buscam para atingir a boa forma. A Chia é um deles e veio a tona fortemente! Aparece nos mais variados sites de dietas e saúde e em reportagens da mesma categoria. Por conter cálcio, fibras, potássio, magnésio, proteína e Ômega 3, em maior concentração do que a linhaça, essa semente, originária do México, é uma das mais promissoras no auxílio da queima de gordura.

Sementes de Chia

Ok. Vários nutrientes, mas o que muitos se perguntam é: como a Chia contribui para a melhoria de nosso corpo e organismo? E aqui vai a resposta. A Chia causa saciedade por absorver muita água e ser rica em fibras, o que faz com que você fique satisfeito, reduza vontades e consuma menores porções dos alimentos. Proporciona um “boom” de energia para seu organismo, aumentando a capacidade de força e resistência. É de fácil digestão. Contribui com a redução do colesterol, melhora a imunidade e ajuda na formação óssea. Age como desintoxicante, regulando a ação intestinal e combate a gordura, uma inflamação no organismo que não deixa o cérebro receber a informação de saciedade, por meio do Ômega 3.

É MUITO importante relembrar que tudo o que é consumido em excesso gera “problemas”. E a Chia não está de fora dessa regrinha. Se não ingerida moderadamente pode levar ao aumento de peso e sair totalmente de seu objetivo. Confira abaixo como a semente está disponível para venda e seu ideal de consumo:

Em grãos – Uma colher de sopa 30 minutos antes das refeições. Pode ser consumida pura ou misturada a frutas de sua escolha.

Em óleoUma colher de sopa em saladas ou outros alimentos. Vale ressaltar que a Chia em óleo é menos nutritiva que em outros estados (grão e farinha), já que nestes não perde os benefícios das fibras.

Em farinha – Uma colher de sopa em saladas, sucos, vitaminas, iogurtes.

Outros benefícios da Chia:

  • 2 vezes mais potássio do que a banana;
  • 3 vezes mais ferro do que o espinafre;
  • 6 vezes mais cálcio do que o leite integral;
  • 8 vezes mais ômega 3 do que o salmão;
  • 12 vezes o próprio peso: é o que ela absorve de água;
  • 15 vezes mais magnésio do que o brócolis.

Quer mais o quê? Além de tudo isso ela é conveniente e versátil. Você pode ingeri-la direto do pacote, misturar em seu suco, vitamina, iogurte, cereal, salada ou outro alimento de sua preferência.

O que você está esperando??

Tips for you!!!

Fonte: The Chia Seed, M de Mulher.

Anúncios

O peso das maxibolsas para o seu corpo

Maxibolsas
Maxibolsas

Bolsa de mulher, principalmente essas ENORMES que a moda inseriu no mercado, tem de tudo: carteira, celular, maquiagem, perfume, agenda, enfim, inúmeros objetos que serão, ou não, úteis no decorrer do dia. E o grande perigo que se esconde aí é o PESO delas para o corpo. Especialistas recomendam que a bolsa a ser carregada não deva pesar mais do que 10% da massa corpórea da pessoa. Porém, em meio às necessidades de utilização desses objetos, as mulheres acabam não pensando nas consequências e os deixam em suas bolsas.

Visto que a maioria delas é carregada em um só ombro, o peso dos objetos se concentra em apenas um lado do corpo, o que pode provocar uma sobrecarga desproporcional e causar dores nos ombros e em outras regiões. De acordo com a fisioterapeuta Lucélia Amaral, “além das dores nos ombros, a região da cervical também acaba sendo prejudicada e o que era apenas uma dor se torna algo muito mais complicado do que o imaginado, como um desvio de coluna”. Por causa do excesso de peso, dos movimentos repetitivos e da falta de exercícios compensatórios a pessoa pode adquirir escoliose, lordose, cifose, entre outros.

Desvios da Coluna
Desvios da Coluna

Algumas dicas:

  • Primeiramente, verificar se os objetos que você irá colocar em sua bolsa são realmente úteis no seu dia. Se não, escolher os que forem necessários;
  • Procurar alternar entre os ombros a bolsa para uma sustentação melhor. Evitar carregá-la de um só lado;
  • Se possível, optar por bolsas que possuem alças transversais;
  • Utilizar embalagens pequenas no que diz respeito aos produtos de higiene, de forma a economizar espaço e diminuir o peso da bolsa.

E lembrem-se, ao sentir dores, não as ignore. Procure um médico especializado.

Abaixo uma reportagem sobre o uso das bolsas grandes e os malefícios do seu peso.

Anticoncepcional e cigarro: o perigo que você mal imagina

A maioria das mulheres já tem em mente que tomar a pílula anticoncepcional pode ser uma das maneiras que contribuem para não engravidar na hora da relação sexual. O que muitas ainda não sabem, ou sabem, mas não dão importância, é que esse medicamento pode trazer sérios problemas para uma usuária fumante. Além de todos os malefícios que o cigarro provoca em nosso organismo – tanto para o fumante passivo, quanto para o ativo -, especialistas dizem que, quando combinadas suas substâncias tóxicas ao uso da pílula anticoncepcional, várias complicações podem surgir.

Nas mulheres mais jovens, os principais problemas são o de circulação e o surgimento de varizes. O AVC e infartos são mais propícios em mulheres que tenham 30 anos ou mais. A pele e os cabelos também são prejudicados e as mulheres devem atentar-se se possuírem problemas de hipertensão, pois a pílula altera o sistema vascular. Vale salientar que o cigarro não anula o efeito da pílula.

Então, nada melhor do que consultar seu(ua) ginecologista para procurar o melhor método anticoncepcional caso você seja uma mulher fumante.

Os nutrientes essenciais para uma dieta balanceada

A maioria das mulheres vive em busca de uma nova dieta para se adequar ao padrão estipulado pela sociedade moderna. Assim que percebem uns “quilinhos a mais”, se jogam nas revistas e sites para buscar a dieta ideal e, em grande parte das vezes, que traga resultados rápidos.

É justamente nesse momento que elas devem PARAR e PENSAR se toda aquela propaganda não é ENGANOSA! Essas dietas, que se dizem milagrosas, podem até dar ou não resultados momentâneos, e digo novamente, MOMENTÂNEOS, pois, dias após a mesma, as consequências podem ser piores do que se poderia imaginar.

Com isso, o ideal é buscar uma dieta equilibrada, composta por todos os nutrientes que fornecem a energia dos alimentos necessária para que o nosso corpo trabalhe e produza bons estímulos: os macronutrientes e micronutrientes. E, então, muitas pessoas se perguntam sobre os mais citados: o que são os carboidratos? E as proteínas? E os lipídos? Como identificá-los?

CARBOIDRATOS

Este é o principal nutriente que deve conter na alimentação e possui valor energético. Segundo dados do laboratório Fleury, 50% da energia deve provir desse nutriente. Eles estão presentes nos cereais (arroz, milho, trigo e derivados, como pães, massas e biscoitos) e feculentos (batata, batata-doce, mandioca, inhame).

ATENÇÃO: O mel, açucar de mesa, refrigerantes, doces, balas e chicletes também possuem carboidratos e estes precisam ser consumidos com moderação.

LIPÍDOS

Conhecido, também, como gordura, é um nutriente que merece cuidado. Por possuir um grande valor energético, não se deve deixar ultrapassar 30% do valor calórico total de sua dieta. São eles: leite integral, carnes, queijos amarelos, além dos óleos vegetais, manteiga e o creme de leite.

 

PROTEÍNAS

Os alimentos que possuem proteínas são chamados construtores. Isso, pois têm como principal função o crescimento, produção e manutenção de tecidos e células. São encontrados nas carnes, leites e derivados, ovos e leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha, soja).

Veja também: Fitonutrientes

Os tratamentos alérgicos

AlergiaEspirros, coriza, garganta irritada, dificuldade para respirar, dores de cabeça e muitos outros sintomas alérgicos atrapalham, e muito, o seu dia-a-dia, não é? Você sabia que as alergias afetam a sua qualidade de vida? Se não forem devidamente tratadas podem acabar trazendo sérios e diversos prejuízos, como a dificuldade de concentração, diminuição na capacidade de aprendizado, insônia, halitose e até mesmo problemas ortodônticos. Além de que elas podem te fazer sentir cansaço, indisposição e esgotamento.

Para buscar soluções, primeiramente é muito importante tentar identificar o que lhe causa alergia, perceber os primeiros sinais. A partir disso, é imprescindível consultar um médico especialista e buscar o tratamento adequado. Nada de tomar remédios por conta própria ou por indicação. E nem pense em ficar achando que tem “apenas um resfriado”, em alguns casos, porque o problema pode ir muito mais além. Até mesmo a apneia do sono, a asma, ou problemas de pele como eczema e urticária podem resultar da falta de tratamento de algumas alergias. Então, se não tomar o devido cuidado e tratamento com essas alergias, as consequências podem ser muito mais sérias do que se imagina.

Uma tentativa de acabar com esse problema, que incomoda a maioria das pessoas, é a realização de testes de alergia, com a devida indicação de um médico. São muitos os testes que temos hoje em dia. Os por escarificação ou puntura resultam na aplicação de gotas diluídas do alérgeno suspeito na pele da pessoa e permite testar vários tipos de alergia de uma só vez. Já os intradérmicos são mais precisos, mais sensíveis e uma pequena quantidade do alérgeno irritante é aplicada sob a pele do individuo. Há, também, os testes de contato, nos quais adesivos com os possíveis alérgenos são colocados nas costas do paciente. E os sanguíneos (RAST) que medem a quantidade de anticorpos IgE (hyperlink) produzida pelo corpo como resultado da exposição a um alérgeno. No desencadeamento alimentar controlado duplo-cego o paciente ingere cápsulas de gel, onde as proteínas dos alimentos são escondidas, para testar suas reações.

É bom lembrar que, apesar da grande efetividade dos testes, alguns deles podem apresentar resultados enganosos. É preciso interpretar esses resultados juntamente com o histórico da pessoa testada. Alguns dos testes de alergia questionáveis quanto a sua efetividade:

Teste citotóxico: é um teste caro e questionável, pois ele pode apresentar um resultado negativo se o alimento não foi ingerido recentemente, além da habilidade do técnico que o avalia poder interferir na precisão do teste.
Cinesiologia aplicada: resulta na análise do examinador quanto a resposta muscular do paciente. Ao colocar o alérgeno na mão do paciente se têm o resultado da alergia. O examinador consegue empurrar o braço da pessoa para baixo com pouca resistência se a pessoas for alérgica. Se não, o examinador terá grandes dificuldades de empurrá-lo para baixo.
Teste do pulso: Após expor o paciente a um alérgeno específico mede-se a frequência cardíaca do mesmo.
Teste de provocação-neutralização: são aplicadas doses crescentes de um alérgeno na língua da pessoa para analisar as reações. Posteriormente as mesmas são diminuídas, esperando-se o desaparcimento dos sintomas.

A única maneira de diminuir, por um tempo maior, a sensibilidade perante alérgenos é a imunoterapia ou vacinação antialérgica. A partir dela seu corpo se torna mais tolerante a esse alérgeno e, com isso, menos sintomas são apresentados. Pacientes com rinite têm uma melhora muito significativa através dessa interferência.

Portanto, para acabar com as suas suspeitas ou reais alergias, consulte um médico e procure o tratamento que seja mais adequado para as suas reações.

Atenção ao refrigerante!

Por ser algo consumido por muitas pessoas, sem o devido cuidado, resolvi escrever um pouco sobre os malefícios que o refrigerante pode trazer à sua saúde!

Foto: Abril

Não há nada melhor do que tomar um refrigerante acompanhado de uma refeição, lanche, ou mesmo durante o dia. Costumes como esse podem levar uma pessoa tanto ao sobrepeso, quanto a problemas de saúde em geral. O que todos devem se atentar é que, por mais prazeroso que seja degustar um refrigerante, o ideal é sempre maneirar no consumo do mesmo, pois os resultados podem não ser tão imediatos, mas muito prejudiciais.

Você sabia que além dos efeitos físicos o refrigerante pode trazer malefícios emocionais? Apesar de seu sabor que nos induz a tomar sempre “mais um golinho”, pesquisas indicam que algumas substâncias presentes na bebida podem causar sérios problemas. Sem contar nas calorias, denominadas vazias, que ele nos proporciona. Além disso, o preocupante é que os refrigerantes têm tomado o lugar de bebidas que podem trazer benefícios ao seu corpo, e saúde! Sucos, água de coco e a própria água mineral fazem muito bem para o nosso organismo.

Os refrigerantes, que não são da categoria diet, aumentam o risco de diabetes, além de propiciar o risco de câncer no esôfago. Em entrevista ao site Hipertrofia, Marilane Dionísio – coordenadora de nutrição do Hospital Barra D’Or, no Rio de Janeiro-, relata alguns dos malefícios dessa bebida.  “Eles incham o estômago e causam refluxo gástrico, o que está associado com o câncer de esôfago”, diz.

Portanto, maneirem no consumo do refrigerante. Optem por bebidas saudáveis, naturais, como os sucos.

Veja mais: História do Refrigerante

Assistam o vídeo para verificar o que acontece com seu corpo após o consumo do refrigerante!

Barra de cereais: solução ou possível problema?

A maioria das pessoas da vida moderna se encontra em busca da perfeição estética. Devido a isso, à correria e à falta de tempo, aumenta cada vez mais o consumo de barrinhas de cereal. Elas se tornaram grandes aliadas às pessoas, pois contribuem para que as mesmas não fiquem sem comer por muito tempo, já que podem ser levadas na bolsa ou mesmo deixadas na gaveta do escritório e, também, por serem consideradas um lanche saudável, que economiza tempo e dinheiro, se ingeridas com moderação, é claro. Apesar do conjunto de nutrientes que elas propõem, é necessário tomar cuidado quanto ao consumo das mesmas, não utilizando-as para substituir refeições, pois assim podem causar danos à saúde.

Em entrevista ao portal Terra, a nutricionista e professora do Centro Universitário São Camilo, Samantha Rhein explica sobre o consumo ideal das barrinhas de cereal. “A barra de cereais não tem qualidades nutritivas para substituir refeições”, diz. E complementa: “o melhor horário para comê-las é entre as refeições”.

Surgem dúvidas se as barrinhas de cereal são saudáveis ou não. Uma das contribuições é que elas exigem uma maior quantidade de mastigação do indivíduo, por possuírem fibras. Isso acaba por saciar a fome da pessoa mais rapidamente. Mais do que isso, para as mulheres elas são uma ótima solução: suprem a vontade de comer um doce após alguma refeição ou mesmo entre elas.

Porém, é indispensável prestar atenção nos rótulos das barrinhas de cereal, pois muitas delas são destinadas à recomposição de nutrientes que são perdidos em exercícios físicos. Quando consumimos alimentos de qualquer tipo estamos, também, ingerindo certo valor energético, que é utilizado pelo nosso organismo na realização de suas atividades, como o simples ato de andar. Quando essa energia é consumida em grande quantidade, ou mesmo quando não é gastada pelo nosso organismo, ela fica armazenada em forma de gordura. Por isso é preciso atentar-se quanto à ingestão das barrinhas de cereal. Se seu valor energético não foi totalmente consumido pelo nosso organismo, ele se transforma em gorduras, mesmo que em quantidade pequena.

Mais do que isso, nem sempre a barra de cereal pode ser considerada um produto saudável. O ideal é que uma pessoa ingira entre 25 e 30g de fibras por dia e a barrinha de cereal não possui nem 1g, muitas vezes, além de ser fonte de gordura e açúcar.

 

TIPOS DE BARRINHAS DE CEREAL

Há diversos tipos de barrinhas de cereal à disposição, com diferentes sabores, marcas e composição nutricional. Algumas delas:

Barra de cereais fibrosa: possuem um alto teor de fibras e são muito indicadas para ingestão no intervalo das refeições, por qualquer pessoa.

Barra de cereais energética: é considerada calórica para os que não praticam exercícios por possuir em média de 280 calorias, por mais que diminua a fadiga.

Barra de cereais protéicas: podem substituir refeições essenciais do dia-a-dia, como almoço e jantar, porem não é indicada para pessoas que não praticam atividades físicas.

 

FAÇA VOCÊ A SUA BARRINHA DE CEREAL

Ingredientes

• 1 xícara (chá) de açúcar mascavo

• 1 xícara (chá) de aveia grossa

• 1 xícara (chá) de aveia média

• 1 xícara (chá) de aveia fina

• 1 colher (chá) de bicarbonato de sódio

• 150 g de margarina derretida

• ½ xícara (chá) de farinha de trigo

• 1 xícara (chá) de nozes picadas

• 1 xícara (chá) de castanhas de caju trituradas

Modo de fazer

Numa tigela, misture o açúcar mascavo, a aveia grossa, a aveia média, a aveia fina, o bicarbonato de sódio, a margarina derretida, a farinha de trigo, as nozes picadas e as castanhas de caju. Com o auxílio de uma colher, misture bem os ingredientes até que a margarina seja bem absorvida pelos outros ingredientes.

Numa forma retangular (18 cm x 28 cm), sem untar, coloque a mistura apertando para que cubra toda a forma. Leve em forno pré-aquecido a 200ºC por 35 min. Retire do forno e deixe esfriar completamente. Desenforme, e, com o auxílio de uma faca de serra, corte a massa em quadrados no tamanho que desejar.